Como Proteger as Organizações dos Riscos Corporativos e Acabar com as Crises de Comunicação
Postado em: 11/07/2011 por Flávio Schmidt

 
Nenhuma empresa pode se dar ao luxo de enfrentar uma situação de crise.
Hoje já existem formas de você evitar as crises de comunicação.
 
 
Venha saber como fazer isso no workshop
 
Como tratar Riscos Corporativos e acabar com as Crises de Comunicação
  
Curso Certificado pela FESP/FAPI
  
Nesse curso você vai aprender muito mais do que administrar ou gerenciar uma crise. Vai saber como identificar os riscos inerentes à empresa e o que fazer para evitá-los eliminando a possibilidade da crise acontecer.
 
Lembre-se: Prevenir é uma demonstração de Responsabilidade e Competência. 
 
A Comunicação Corporativa não pode mais ficar distante e alheia dos riscos corporativos. Ela tem que atuar muito além do gerenciamento de crises e se posicionar no espaço da proteção corporativa. A prevenção evita os efeitos danosos à imagem da empresa, os custos decorrentes dela e o coloca em vantagem competitiva diante de seus concorrentes.
 
Venha participar do noivo curso organizado pela PróImagem e Brasiliano & Associados.
 
Último curso programado para 2014.
 
Veja aqui o programa completo do curso.


Nenhum registro encontrado
Atualidades RSS

Cursos

Treinamento em Comunicação Workshops Executivos

 

Inovação e Interatividade em Cursos e Workshops de Comunicação Corporativa

 
Se você quer formar lideranças em comunicação, treinar equipes internas e preparar lideranças, gerentes, executivos e diretores, a PróImagem contextualiza o workshop de acordo com suas necessidades e interesses. 
 
Veja os temas e os conteúdos e avalie o que melhor atende às suas necessidades atuais ou chame a PróImagem para avaliar junto com você qual é sua melhor opção.

Confira aqui todos os cursos realizados pela PróImagem
Entrevistas

O correto diagnóstico do ambiente é que determina a qualidade da comunicação interna
Os bons profissionais da área já perceberam que a comunicação interna não é mais somente instrumental ou digital e já começaram a mudar a orientação de seus planos e objetivos.
Eles estão percebendo que não são as formas e canais de comunicação que satisfazem os funcionários, mas sim a qualidade dos conteúdos e o nível de interação que os envolvem e os engajam. Por causa disso, estão buscando formas mais adequadas para entender o processo desde o início.
Veja a entrevista com Fabiola Sanches, da Magneti Marelli e saiba como ela já faz isso.

Boa Leitura.
Cases

Artigos
Você acha que, com a dinâmica das redes sociais, a atividade de relações públicas tradicional morreu?

    Sim, concordo.  
    Não concordo  
    Em termos, depende dos objetivos.  
    As RPs tradicionais nunca morrem  
    Não sei dizer  



Se quiser dar sua opinião, acesse o
Blog do Flávio e deixe seu comentário





Voltar Home Topo
Copyright © Todos os Direitos Reservados
Pro Imagem e Universo RP são marcas registradas.

Desenvolvimento
W2 Websites